6.10.08

Een Chocolaterie

Sucedem-se sons
imagens,
portos e barcos em Afuradas
profundas,
Sucedem-se poemas
imagens,
portos e velas
que esvoaçam
profundas,
Sucedem-se bicicletas
e recordações
de chocolates
profundos,
Sucedem-se alucinações
sonos perfeitos
esculpidos à perfeição
de arpas e acordes
maiores,
profundos sustenidos
arranham sucessões
de imagens e de pessoas
inquietas e petrificadas
por películas Kodac
Kodac
Kodac
Kodacdac,
Sucedem-se desejos
possíveis e outros
impossíveis
porque
sem eles
jamais
te
verei

sorrir outra vez.

Molero

1 Comments:

Blogger espelho sem reflexo said...

Um poema muito doce.
Daqueles comestíveis como um pedaço de realidade coberto de sonhos.
(talvez sonos perfeitos?)

abraço,
fs

5:46 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home